segunda, 22 de julho de 2019

Notícias

‘Filhos têm obrigação de cuidar dos pais idosos’, afirma advogada

A advogada Antonieta Nogueira é especialista em direito do idoso. Ela deu mais informações sobre o tema abordado no último episódio de “O conciliador”: o dever dos filhos em relação aos pais idosos. Antonieta explica o que diz o Estatuto do Idoso.

“O Estatuto do Idoso só veio confirmar algumas atribuições que já existiam na Constituição Federal, com referência à responsabilidade dos filhos e os cuidados dos pais. Uma determinação que se tem: que os pais ajudam e são responsáveis na criação dos seus filhos e, em contrapartida, os filhos amparam seus pais na velhice. Qualquer contrariedade no sentido de colocar o pai num asilo, ou promover maus tratos ou qualquer ofensa física, verbal ou moral, isso é punido. Sobre a questão do abandono, a pessoa não necessariamente precisa abandonar o idoso. O abandono pode ser caracterizado pelo simples fato de se chegar ao imóvel, constatar que o idoso não está sendo medicado adequadamente ou se ele não está tendo a higiene adequada. Isso já é uma questão de abandono”, explica Antonieta Nogueira.

A advogada avaliou também o caso de Dona Pipi, de 78 anos, apresentado no último domingo (16). “A princípio, a vontade do idoso deve ser sempre respeitada. Nesse caso específico, trata-se de uma idosa consciente e lúcida. Ela tem condições de fazer sua opção. O excesso de zelo dos filhos não está indo ao encontro da vontade da idosa. Às vezes, por excesso de amor, os filhos pecam um pouco e não atendem à necessidade principal que é a vontade dela. Dona Pipi tem um companheiro, e ela tem essa preferência de ficar ao lado do companheiro. Há uma diferença muito grande, sobretudo nessa fase da vida, na questão do afeto: o afeto que ela recebe dos filhos e do companheiro é diferenciado. Nada impede que os filhos, mesmo distante delas, prestem auxílio a ela, de maneira que Dona Pipi permaneça em seu lar. Ao menos que ela não tivesse condições para isso. Se ela estivesse numa situação de dependência, aí seria outro caso – inclusive, de os filhos ingressando em juízo”, disse.

Sobre a mediação com idosos, Antonieta Nogueira ainda destaca: “A cautela que nós temos é uma avaliação de toda a estrutura familiar. O que ele conquistou até hoje chegando nessa trajetória da vida, qual a relação afetiva que ele tem com o patrimônio e com a cultura e qual o nível de conhecimento dele para a gente chegar numa negociação. O que nós vamos respeitar numa negociação é essa diferença entre gerações. Os valores atribuídos na geração atual são muito diferentes dos valores atribuídos na geração anterior. É essencial que se tenha esse olhar na hora de fazer a avaliação numa negociação”.

(Fonte: G1)

Turista de Brasília morre afogado em Arembepe

Na tarde desta segunda-feira (22), um homem morreu afogado na praia do Piruí, em Arembepe, na orla de Camaçari. A vítima foi identificada pela polícia como Cleofas Salviano Junior, de 55 anos. Ainda de acordo com informações da polícia, o homem era de Brasília e estava hospedado na Pousada Praia de Arembepe.

Equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) estiveram no local para prestar socorro, bem como um helicóptero do Grupamento Aéreo (GRAER) da Polícia Militar. Foi realizada uma massagem cardíaca e até um desfibrilador (equipamento eletrônico utilizado para reanimação), porém a vítima não resistiu.

O mar em toda a orla de Camaçari está agitado desde o fim de semana por causa de uma frente fria. As localidades de Jauá e Arembepe foram as mais afetadas.

(Fonte: Camaçari Notícias)

Ambulância é furtada com paciente alcoolizado no Paraná, diz prefeitura

Uma ambulância foi furtada na manhã desta segunda-feira (22), em Carambeí, nos Campos Gerais do Paraná. Segundo a prefeitura da cidade, o veículo foi levado junto com um paciente que estava alcoolizado.

A Polícia Militar (PM) informou que a ambulância estava no pátio do Centro Municipal de Saúde com a chave na ignição. Um homem que precisou de atendimento durante a madrugada estava dentro do veículo, segundo a polícia.

A Secretaria Municipal de Saúde disse que o paciente chegou ao local alterado e precisou ser contido ainda na ambulância. Na sequência o homem dormiu, segundo a secretaria.

Para não acordar o paciente, o motorista e a técnica decidiram entrar no Centro de Saúde e deixá-lo dentro da ambulância para depois receber os curativos, conforme a secretaria. Após cerca de 20 minutos, os funcionários perceberam que o veículo havia sido furtado e chamaram a polícia.

A ambulância foi encontrada duas horas depois em uma rua do bairro AFCB. Segundo a PM, o paciente estava deitado na maca.

A polícia disse que o homem, de 40 anos, não soube dizer o que tinha acontecido. Ainda de acordo com a PM, o paciente estava com ferimentos no rosto e foi levado novamente ao Centro Municipal de Saúde.

A ambulância foi recuperada e encaminhada para a delegacia da cidade. Conforme a polícia, a chave do veículo não foi encontrada.

A Polícia Civil investiga o caso. Até a publicação desta reportagem ninguém havia sido preso.

A Prefeitura de Carambeí informou que vai instaurar um procedimento administrativo para apurar o caso.

(Fonte: G1)

Três pessoas da mesma família morrem em acidente de carro na BR-101, na Bahia

Três pessoas de uma mesma família morreram e outras duas ficaram feridas em um grave acidente na BR-101, trecho do município de Esplanada, município distante cerca de 160 km de Salvador, na manhã deste domingo (21).

Segundo a polícia, as vítimas são da cidade de Acajutiba, que fica a cerca de 50 km de Esplanada. O caso foi registrado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) e pela Polícia Civil.

De acordo com informações colhidas com a Delegacia de Esplanada, uma caminhonete S10 bateu a lateral na frente de um caminhão, após o motorista do veículo menor perder o controle da direção, e caiu de uma altura de cerca de 3 metros, em uma ribanceira.

O caso ocorreu por volta da 9h, em um local conhecido como curva da Jiboia, perto da entrada do povoado de Mulungu, em Esplanada. Chovia bastante no momento do acidente.

As vítimas fatais foram identificadas como Marcos Alves dos Santos, 39 anos, João Batista Santos, 24, e Euler de Jesus Freitas Santos, 18. Os três morreram no local do acidente. Os corpos foram levados para o Instituto Médico Legal (IML) de Alagoinhas. Não há informações sobre os sepultamentos.

Os feridos são Joel Domingo Souza dos Santos, 47 anos, que é pai de Euler, e Lafaiete de Carvalho Gonçalves, 27. Os dois foram socorridos pelo Samu e encaminhados para o Hospital Dantas Bião, em Alagoinhas. Não há detalhes do estado de saúde deles.

O motorista do caminhão não teve ferimentos. Ele foi ouvido por agentes da PRF e liberado. Parte da pista chegou a ficar interditada por cerca de 4h, e foi liberada por volta das 13h30, quando os corpos e os veículos envolvidos no acidente foram retirados do local. O caso será investigado pela Polícia Civil.

(Fonte: Chico Sabe Tudo)

‘Filhos têm obrigação de cuidar dos pais idosos’, afirma advogada

A advogada Antonieta Nogueira é especialista em direito do idoso. Ela deu mais informações sobre o tema abordado no último episódio de “O conciliador”: o dever dos filhos em relação aos pais idosos. Antonieta explica o que diz o Estatuto do Idoso.

“O Estatuto do Idoso só veio confirmar algumas atribuições que já existiam na Constituição Federal, com referência à responsabilidade dos filhos e os cuidados dos pais. Uma determinação que se tem: que os pais ajudam e são responsáveis na criação dos seus filhos e, em contrapartida, os filhos amparam seus pais na velhice. Qualquer contrariedade no sentido de colocar o pai num asilo, ou promover maus tratos ou qualquer ofensa física, verbal ou moral, isso é punido. Sobre a questão do abandono, a pessoa não necessariamente precisa abandonar o idoso. O abandono pode ser caracterizado pelo simples fato de se chegar ao imóvel, constatar que o idoso não está sendo medicado adequadamente ou se ele não está tendo a higiene adequada. Isso já é uma questão de abandono”, explica Antonieta Nogueira.

A advogada avaliou também o caso de Dona Pipi, de 78 anos, apresentado no último domingo (16). “A princípio, a vontade do idoso deve ser sempre respeitada. Nesse caso específico, trata-se de uma idosa consciente e lúcida. Ela tem condições de fazer sua opção. O excesso de zelo dos filhos não está indo ao encontro da vontade da idosa. Às vezes, por excesso de amor, os filhos pecam um pouco e não atendem à necessidade principal que é a vontade dela. Dona Pipi tem um companheiro, e ela tem essa preferência de ficar ao lado do companheiro. Há uma diferença muito grande, sobretudo nessa fase da vida, na questão do afeto: o afeto que ela recebe dos filhos e do companheiro é diferenciado. Nada impede que os filhos, mesmo distante delas, prestem auxílio a ela, de maneira que Dona Pipi permaneça em seu lar. Ao menos que ela não tivesse condições para isso. Se ela estivesse numa situação de dependência, aí seria outro caso – inclusive, de os filhos ingressando em juízo”, disse.

Sobre a mediação com idosos, Antonieta Nogueira ainda destaca: “A cautela que nós temos é uma avaliação de toda a estrutura familiar. O que ele conquistou até hoje chegando nessa trajetória da vida, qual a relação afetiva que ele tem com o patrimônio e com a cultura e qual o nível de conhecimento dele para a gente chegar numa negociação. O que nós vamos respeitar numa negociação é essa diferença entre gerações. Os valores atribuídos na geração atual são muito diferentes dos valores atribuídos na geração anterior. É essencial que se tenha esse olhar na hora de fazer a avaliação numa negociação”.

(Fonte: G1)

Morre em São Paulo mutuipense que caiu de viaduto

Morreu na tarde deste último domingo, dia 21, em São Paulo, Aercio Santos Damasceno, o qual era natural da cidade de Mutuípe (BA), tinha ido para o estado de São Paulo no último dia 9, mas caiu de um viaduto após ter surtado.

“Esso”, como era conhecido, estava internado em um hospital de São Paulo, onde passou por cirurgia na cabeça, mas não resistiu. Em Mutuípe ele morava na Rua Antenor Rodrigues (antiga projetada 41), no Alto da Cajazeira.

(Fonte: Tribuna do Recôncavo)

Família pede ajuda para comprar leite para alimentar menino de 7 anos

Uma família da Cidade Ocidental, no Entorno do Distrito Federal, pede ajuda para comprar um leite especial para o filho, Miguel Carvalho Oliveira, de 4 anos. O menino tem cardiopatia congênita e paralisia cerebral e o leite é o único alimento da criança e os pais estão desempregados, portanto, não têm dinheiro para comprar as latas.

Cada unidade do leite Peptamen Júnior custa R$ 200 uma lata dura três dias, pois Miguel se alimenta de três em três horas. A família criou, então, uma Vakinha para arrecadar dinheiro para cobrir as despesas com alimentação do menino.

Segundo a mãe, a dona de casa Edilene Ribeiro de Oliveira, Miguel não anda mas já consegue falar algumas palavras. No mês de maio, o menino foi internado no Hospital da Criança de Brasília, pesando 7 kg. Por causa do baixo peso, os médicos optaram por alimentá-lo por meio de sonda nasal e, com o uso da fórmula, ele ganhou três quilo em três meses.

A família mora no Jardim das Oliveiras e, além de Miguel, o casal já tem uma filha de 7 anos e Edilene está grávida de oito meses. Paulo Batista de Carvalho, o pai, está desempregado desde a última internação de Miguel e a família está vivendo do auxílio-doença do menino.

Diagnosticado com cardiopatia congênita, ele teve que ser submetido a uma cirurgia aos 15 dias de vida. Na ocasião, ele sofreu duas paradas cardíacas, sendo que, na segunda, ficou 30 minutos paralisado, o que gerou a paralisia cerebral.

(Fonte: Jornal de Brasília)

Marceneiro jogou álcool, ateou fogo e trancou mulher em quarto por 17 horas, diz polícia

O marceneiro Alex Alexandre Ferreira, de 41 anos, jogou álcool na esposa, ateou fogo e a deixou trancada no quarto durante 17 horas, de acordo com a Polícia Civil. O crime ocorreu em outubro de 2018, na Zona Sul de São Paulo. O investigado estava desaparecido desde então, até ser encontrado e preso em Goiânia, na sexta-feira (19).

O homem confessou que jogou o líquido inflamável em Sheron Chaves Monteiro, que tinha 34 anos. No entanto, alega que ela se queimou acidentalmente, pois o fogo surgiu quando eles foram fumar.

“Ele confessa parcialmente o crime. Disse primeiro que um botijão de gás tinha explodido. Mas mudou a versão falando que eles estavam fazendo um churrasco, tinha uma garrafa de álcool, eles começaram a brigar e jogou o álcool nela. Disse que, depois, eles saíram para fumar e isso provocou as queimaduras. Mas não explicou porque não deu socorro à companheira”, contou a delegada Marcella Orçai.

Segundo as investigações, feitas por São Paulo, Sheron morreu queimada na própria casa. A polícia apontou ainda que a vítima permaneceu por 17 horas no local, com mais de 70% do corpo queimado, até que uma vizinha lhe prestasse socorro. Sheron não resistiu aos ferimentos e morreu quatro dias depois, em um hospital da capital paulista.

Ao ser apresentado à imprensa pela Polícia Civil, nesta segunda-feira (22), o preso reforçou que foi um acidente e que não chamou socorro para a vítima por medo, mas não explicou do que.

“Cerca de três meses antes do crime, a vítima o denunciou por agressão, mas não deu andamento no caso. Eles acabaram reatando uma semana antes de ela ser morta”, completou a delegada.

Alex foi preso após policiais da Delegacia de Investigação de Homicídio (DIH) assistirem a uma matéria sobre o caso, pesquisarem pelo suspeito e descobrirem que ele tinha parentes em Goiânia.

O marceneiro estava morando há três semanas com uma mulher no setor Luana Park. Ele foi preso quando chegava para trabalhar, no Setor Solange Park.

Segundo a Polícia Civil, Alex vai responder por feminícidio. Caso seja condenado, a pena pode chegar a 30 anos de prisão. Ele deve ser encaminhado para um presídio de São Paulo, onde aconteceu o crime.

(Fonte: G1)

Paulo Afonso: Ranny de 10 anos, que faz quimioterapia em Recife precisa de sua ajuda

A pequena  Rannyele Santos, de 10 anos, moradora do Bairro Tancredo Neves e a sua mãe precisaram deixar o município Paulo Afonso e se mudar para Recife desde que ela foi diagnosticada com um tipo de câncer muito raro em crianças, em dezembro do ano passado.Para ajudar nas despesas durante o tratamento, parentes estão fazendo uma rifa de dois prêmios.

A mãe da menina conta que durante um culto da Igreja em que participava, ela começou a sentir dores na barriga e desmaiou. Seus pais a levaram para o Hospital Nair Alves de Souza, onde ela às pressas, foi submetida a uma cirurgia, já que os médicos acreditavam ser apendicite.

Durante a cirurgia foi constada uma hemorragia interna e logo após veio o diagnóstico de câncer. Cheios de esperança, os pais a levaram para Recife, onde iniciou o tratamento.

Devido à quimioterapia e radioterapia feita no IMIP, a mãe e uma irmã precisaram se mudar. Atualmente, elas estão morando em um quarto ao lado hospital. A previsão é que o tratamento dure até dezembro, Já o pai, continua em Paulo Afonso, trabalhando e mandando dinheiro. Contudo, o pai recebe apenas 1 salário mínimo e cobrir as despesas passou a ser muito difícil. A família precisa de ajuda. Rannyele já perdeu a metade do estômago.

Para ajudar no tratamento, alguns amigos estão vendendo uma rifa de um ventilador e um liquidificador no valor de R$ 10,00 reais

Se Deus tocou o seu coração assim como o nosso, compre a rifa. Entre em contato pelo telefone 75 9816-4495 | 75 8891-3091 e faça sua contribuição.

(Fonte: Chico Sabe Tudo)

Ex-noivo chora ao falar sobre morte de influencer: ‘Não consegui ajudar’

O ex-noivo da digital influencer Alinne Araújo caiu em lágrimas ao desabafar sobre o suicídio de sua ex-companheira. Em entrevista ao Domingo Espetacular, da TV Record, Orlando Costa Jr. – que decidiu terminar o noivado um dia antes do casamento – revelou ter tentado ajudar Alinne.

“Só quem julgou foram pessoas que não me conheciam. Eu ofereci médico, psicólogo, ofereci coisas que eu julgava serem boas, que ela gostava, que dizia ser o sonho dela”, contou.

Muitos internautas culparam Orlando pelo suicídio de Alinne. O ex-noivo se defendeu, apresentando sua versão dos fatos. “Dei todo o meu amor, todo o meu carinho. Saía de casa e dizia: ‘Qualquer coisa, liga pro mozão’. Tentei de tudo. Mas não consegui”, lamentou Orlando.

“O que vou falar? Não consegui! Como posso aconselhar alguém?”, completou o rapaz.

Na entrevista, ele também contou que sua família não era a favor do casamento com Alinne.

“Qual mãe, qual pai é a favor de ver um filho correndo atrás de uma mulher que falava que ia se matar? Minha mãe falava: ‘Meu filho, nunca mais te vi leve, te vi sorrindo’, porque eu sempre fui muito sorridente, brincalhão”, justificou.

A blogueira usou as redes sociais na semana passada para desabafar sobre o término do relacionamento. Em 15 de julho, algumas horas após ela se casar consigo mesma, Alinne cometeu suicídio.

No programa Encontro com Fátima Bernardes, Elizabete Araújo, mãe dela, lamentou a tragédia. “O sonho da Alinne era casar”. Após o rompimento, a jovem teria relatado à mãe que seu “mundo acabou”. “Eu falava que não, que ela era jovem”, disse.

(Fonte: Correio)

Quer acessar nosso conteúdo VIP por R$20,00 ao ano ?

Assine nosso plano VIP e receba conteúdo exclusivo toda semana por e-mail ou através da área VIP do site